Notícias



Busca

Pesquisa personalizada





Usina de Soluções Tecnologia da Informação

 

 

História da Família Freire

 

 

 

FREIRE/FREYRE: Nome português de origem religiosa. Do antigo substantivo freire, cavaleiro de ordem militar, o qual tem alguns dos votos religiosos e reside em convento. Este apelido pode possuir remotas tradições na Espanha. Supõe-se que a família que o usou se uniu tão repetidas vezes por matrimônio à dos Andrades que se tornou difícil destinguir esta daquela. É provável, contudo, que tal nome provenha de alcunha posta a um cavaleiro professo e, portanto, a um freire (frade) de uma ordem militar, um Freyre Trempreiro (Frei Templário), por exemplo. Sabe-se, todavia, que um dos ramos dos Andrades provém de um Mestre da Ordem de Cristo, através de sua descendência bastarda mas legitimada, natural seria que o conjunto Freire de Andrade fosse usado por aquele ramo.

Freyre Tempreiro (Frei Templário) português do período de D. Dinis

Só que, sendo esta designação, como é, proveniente de alcunha, será de igual forma plausível que haja famílias de Freires que nada tenham a ver com os Andrades ou com os Freires de Andrade. Uma outra possibilidade é que seja um toponímico de Portugal. Um ramo importante da família Freire é da localidade de Ansião, onde este apelido é amplamente difundido e de origem nobre. Como foi esta uma região de domínio templário, pressupõe-se que o apelido Freire em Ansião tenha origem nesta ordem religiosa militar.

Armas: De verde, uma banda de vermelho perfilada de ouro e abocada por duas cabeças de serpe do mesmo. Timbre: uma serpe de duas cabeças batalhantes de ouro, sainte.

 

Nobreza Freire de Ansião:

 

Uma Luisa Freire nasceu em Ansião em 1655 e se casou em 1675 com José Carvalho. A filha de ambos, Faustina Freire de Melo, se casou com Belchior Reis, herói das Gerras da Sucessão de Espanha. Seu marido, Belchior dos Reis, foi filho de Manuel Rodrigues Bicho, e nasceu por volta de 1690. Ele foi o principal oficial de Ansião durante Guerra da Sucessão de Espanha, em que Portugal se envolveu; a participação militar portuguesa inicia-se em 1704, e Belchior dos Reis terá sido um dos oficiais que integrou o exército português. No fim da Guerra, terá regressado a Ansião, ao cultivo das terras e constituído a seguinte família com Faustina Freire de Melo:
- Marcos Freire de Melo e Reis, Capitão-Mór (*1730, Ansião) c.c. Ana Maria Joaquina da Graça
- Luís de Melo, Padre (*1735, Ansião)
- Pascoal José de Melo Freire dos Reis, Jurisconsulto (*6.5.1738, Ansião)

 

Ancestrais da Família Clemente de Souza (Freires de Ansião - Portugal):

 

Mathias Freire (*1664 - Nettos - Ansião)
Manoel Freire (*1655 - Casal - Ancião)
Antonia Freire (*1665 - Impiados - Ansião)
Joam Freire (*1670 - Loural - Ansião)
José Freyre (*1705 - Sarzedella - Ansião)
Joam Freire Cravo (*1730 - Sarzedella - Ancião)
Antonio Freire (*1730 - Escampado da Lagoa - Ancião)
Domingas Freyre do Carmo (*1735 - Nettos - Ansião)

 

Voltar